COMPRE SEUS PRODUTOS COM A GARANTIA DO PAYPAL QUE CABELOLISOPT OFERECE AOS SEUS CLIENTES

16 de fev de 2011

PERMANENTE AFRO "CABELOLISOPT"


O Permanente Afro é uma boa opção para quem quer definir a forma dos cabelos. O princípio ativo a ser usado é o tioglicolato de amônia, que pode alisar ou ondular os cabelos.

Este procedimento requer alguns cuidados especiais, além de muita habilidade em sua execução.
Pré-procedimento: os cabelos devem estar bem tratados, para se obter um bom resultado.
O teste de mechas, neste caso, torna-se fundamental, pois é ele que vai nos indicar a compatibilidade química, o tempo de pausa do produto nos fios e o tempo de que necessitamos para a ondulação.


Não lavar os cabelos dois dias antes do procedimento e não usar produtos sem enxágüe que possam prejudicar o resultado final.
Esse procedimento deve ser executado apenas por profissionais.

Alguns cuidados, porém, devem ser observados em um permanente afro.

São eles:

- Escolha os bigoudins corretamente, pois os menores vão lhe proporcionar mechas pequenas e miúdas. Você pode optar pelos médios ou grandes. O profissional deve lhe orientar sobre isso.

- As mechas não devem ser demasiadamente apertadas nos bigoudins.

- O tempo de neutralização dos fios não deve ser insuficiente.

- Observe o tempo de aplicação do produto e o tempo que vai levar para enrolar os bigoudins; isso você pode ser observado no teste de mechas.

- Não deixe resíduos de produto nos cabelos. O enxágüe é muito importante.

- A cada três meses, pode ser feito retoque de raiz. Deixe para repetir todo o processo quando realmente for necessário.


Manutenção do permanente afro:

- Xampu hidratante

- Bálsamo condicionador

- Ativador de cachos

- Restaurador de cachos

- Máscara para hidratação profunda nos fios, semanalmente.

Desta forma, você terá cabelos saudáveis, com cachos definidos, nutridos, macios e com brilho.


Qualquer mais duvidas: cabelolisopt@gmail.com

4 de fev de 2011

CARECA OU CABELUDO?

CABELO DE BEBÊ :

Clique Aqui e veja mais imagens

Tem uns que nascem carecas, outros bem cabeludos.

As diferenças a gente nota já no berçário da maternidade. Tem recém-nascido com a cabeça lisinha, que quase reflete a luz e tem outros com cabeleira de dar inveja até nos topetes de Elvis Presley. Mas você, como qualquer mãe que se preze, deve já ter se perguntado: será que é normal mesmo ele nascer tão peludo? Ou, então, quando ele vai deixar de ser careca?

Alguns pediatras contam que tem muitas mães que chegam no consultório ansiosas para saber se irão poder enfeitar a cabeça de seus filhos e, principalmente, de sua filha, no primeiro aniversário. Conversamos com a pediatra Sandra Oliveira de Campos, da Universidade Federal de São Paulo, e pedimos para ela falar tudo sobre cabelos de bebê. O resultado, você confere abaixo:

Uns bebês nascem com bastante cabelo, outros não. Por quê?

São constituições das pessoas, não se sabe ao certo como elas nascerão, é a mesma coisa que um bebê nasce alto, outro baixo. O importante é que não tem relação com nenhum motivo de saúde da mãe. Também não influi se a gestação é de menino ou menina. Tem a ver com genética, é preciso lembrar que são dois pais e quatro avós para influenciar. Orientais, em geral, têm mais cabelos, os loiros nascem com um pouquinho menos. Existe bastante variação entre irmãos. Altera até o tom do cabelo, o tipo de cabelo: puxou mais a mãe, a família do pai. As fotografias de família podem dar uma boa dica.

O cabelo tem alguma função para o bebê dentro do útero?

Cabelo, serve de proteção, sim, mas não dentro do útero - porque lá o bebê não precisa dele. Não sente frio, a temperatura é constante. Também não tem nada a ver com a azia da mãe ou exposição aos hormônios da gestação. Dentro do útero ele está formando estruturas que vai precisar depois, como o cabelo, as unhas e a própria pele. Quanto mais jovem – prematuro - é o recém nascido, mais penugem ele tem. Com 40 semanas, geralmente a pele já nasce mais descamada porque o tempo de vida dela já terminou. Isso também acontece no couro cabeludo.

Esses primeiros cabelos ou penugem já são definitivos? Se não, quando ocorre a troca?

Não são ainda os definitivos. Dentro dos primeiros seis meses, mais especificamente entre 2 e 6 meses de idade, acontece a queda do cabelo antigo. Muitas pessoas pensam que é porque o bebê fica deitado demais, mas não há relação. A queda ocorre especialmente nas entradas, nas laterais e atrás, os que sobram dão aquele visual supermoderno, estilo moicano que muitos bebês têm nessa fase.

Se o bebê nasce carequinha de tudo, quando o cabelo começa a nascer?

Tem criança que fica sem cabelo o primeiro ano todo. O prazo máximo para os cabelos nascerem é até o final do segundo ano. É muito raro não nascer os cabelos dos bebês, mas isso pode ocorrer por conta da falta do bulbo capilar e se chama alopecia.

Em geral o primeiro cabelo do bebê, dos que nascem carecas ou não, muda. Quando a gente pode saber a cor real dos cabelos dos filhos?

A partir do primeiro ano começa a crescer o cabelo definitivo, só que mais fino e mais claro porque tem menos produção de pigmentação do que quando adulto. Tudo nessa fase é mais fino: o cabelo, a pele, a unha. Por volta dos dois ou três anos, dá para se ter uma ideia se o seu filho terá uma cabeleira cacheada, finos cabelos lisos e a intensidade real da cor dos fios.

Quais os cuidados com essa parte do corpo do bebê?

Nos três primeiros meses recomenda-se lavar com o sabonete próprio, o mesmo usado para o banho. Depois disso, já dá para usar xampu neutro.

Algumas mães ficam chateadas quando têm uma filha menina e ela é carequinha e todo mundo pergunta se é menino. O que fazer?

Pode-se usar faixinhas de elástico – bem larguinhas para não machucar - ou mesmo aquelas fivelinhas, se tiver um pouquinho de penugem para prender. Senão, grudar um pouco de sabonete ajuda a segurar um laço. Só é preciso observar as reações da pele: se não ficar marcado, se não ficar vermelho, se não estiver muito calor, se estiver no tamanho adequado, tudo bem.

Outra saída é furar as orelhas e usar brincos desde cedo. Pode-se furar desde o nascimento, se não houver nenhuma irritação ou impedimento nessa região ou, caso o bebê seja muito pequeno, convém esperar um pouquinho até o lóbulo crescer.

Fonte: Bruna Menegueço e Cíntia Marcucci
Revista Crescer

CURIOSIDADES: Mamães amamentando e gestantes não devem usar químicas pesadas( Tioglicolato, Formol e outras... ). Apenas produtos para baixar volume sem essas químicas e a base apenas de Queratina e Aminoácidos.

Mais informações: cabelolisopt@gmail.com

3 de fev de 2011

CABELOS POROSOS


Porosidade Nível 0
Geralmente é o cabelo que nunca passou por nenhum processo químico (cabelo virgem). As cutículas estão bem unidas e a estrutura do fio está saudável.
Neste caso, shampoo e no máximo um condicionador são recomendado para proteção e prevenção.

Porosidade Nível 1
Este é o tipo de cabelo que passou por coloração, por exemplo. As cutículas estão levemente abertas e precisa de cuidados mínimos para se manter saudável.
Neste caso recomenda-se somente a Hidratação uma vez por mês no salão para manutenção.

Porosidade Nível 2
Este é o cabelo que passou por processo de coloração, mechas ou colorações super clareadoras que possuem maior quantidade de amônia. As cutículas estão mais abertas, deixando o córtex já sensibilizado mais exposto às agressões do ambiente.
Neste caso recomenda-se Reestruturação + Hidratação 1x por semana durante 4 semanas (o tratamento contínuo é fundamental para a recuperação do fio). Após este período reavaliar e caso necessário repetir o tratamento.

Porosidade Nível 3
Este é o cabelo que passou por alisamentos, Escova Progressiva, colorações sem critério e que se apresenta visivelmente desidratado.
As cutículas estão extremamente abertas e o córtex totalmente exposto e com a queratina sensibilizada aos procedimentos químicos realizados.
Neste caso recomenda-se a Reestruturação + Hidratação + Cauterização 1x por semana durante 4 semanas (o tratamento contínuo é fundamental para a recuperação do fio).

Após este período reavaliar e caso necessário repetir o tratamento.

Mais informações: cabelolisopt@gmail.com