COMPRE SEUS PRODUTOS COM A GARANTIA DO PAYPAL QUE CABELOLISOPT OFERECE AOS SEUS CLIENTES

2 de nov de 2008

ESTUDANDO OS FIOS CAPILARES


Na parte interna dos fios


Ao contrário do que se pensa os cabelos não são organismos vivos e, sim, uma estrutura formada por proteínas (queratina e melanina, principalmente), água e lipídios (gorduras). A principal função dessa estrutura é proteger o couro cabeludo das agressões externas. Além dessa proteção, também exerce um papel estético. Mas para estar bonito, os fios precisam estar saudáveis.
Lavagens em excesso, escovadas, secagem, processos químicos, cloro, sal, sol causam mudanças negativas. A queratina é a principal proteína, constitui 80% dos fios e faz as ligações da fibra capilar. É fibrosa, dá uma estrutura tridimensional que confere resistência, elasticidade e impermeabilidade à água.


Na parte externa dos fios


Existe uma cutícula, uma camada de escamas protectoras, que, sem cuidados, vai se tornando áspera e enfraquecidas. Então ela acaba não retendo água nem queratina; o cabelo fica poroso e não brilha.


A aparência dos fios


O brilho nada mais é do que uma reflexão da luz em superfícies lisas, mas você já deve ter visto vários cabelos cacheados muito bem tratados e tinham um brilho fora do comum. Isto porque a superfície lisa a que refiro não é em relação à estrutura (lisa/cacheada) e sim à porosidade dos fios (escamas abertas ou fechadas). A estrutura dos fios (HS-SH) se dá devido ao fato da queratina interagir entre si através de pontes de hidrogênio, ligações muito fortes, que ocorrem entre os S de uma molécula e o H de outra. A falta de disponibilidade de hidrogênio faz com que a competição por esse material aumente, causando um torcimento da fibra em torno de seu próprio eixo, dando o aspecto encaracolado.

O que faz a escova progressiva nos fios e qual a diferença em relação às outras?


O princípio ativo da escova progressiva é o formol (nome da solução aquosa a 37% de concentração do formaldeído, um gás incolor), que quebra a ligação original dos fios (HS-SH) e as transforma em (-S-H2C-CH2-S-), aumentando a disponibilidade de H, assim este não é tão disputado e não torce a fibra. Primeiramente as cutículas são abertas, para permitir que o formol entre e reaja. Junto vai a queratina para repor aquela que eventualmente acabou sendo perdida pelas agressões externas ou processos químicos anteriores. O calor do secador e da piastra aceleram a reação do formol e modelam mais rapidamente (pois seria necessária uma concentração muito grande de formol e queratina para que somente eles alisassem completamente os cabelos). A fibra não consegue absorver todo o produto, o que sobra acaba servindo de conservante modelador. O cabelo, livre de agressões e químicas, tem pH (índice de acidez) entre 4,5 e 6,5 (ligeiramente ácido), suas escamas estão fechadas.


A vantagem da escova progressiva nos fios?


A progressiva é uma solução aquosa do formaldeído tem índice de acidez entre 2,5 e 4,5 (também ácida muito próxima a dos cabelos), ou seja, a variação do pH baixa.
Os alisamentos feitos com hidróxido de sódio (soda cáustica) tem pH por volta de 12, tioglicolato de amônia pH entre 7 e 9 e hidróxido de guanidina, pH 13; portanto são produtos alcalinos. A variação muito brusca de pH faz com que as escamas se abram mais facilmente, porém acabam desnaturando a queratina (que é uma proteína); são considerados processos mais agressivos, estragam os cabelos a longo prazo. É verdade que é usado um shampoo de limpeza profunda com pH alcalino na escova progressiva, porém o tempo de exposição é muito baixo, os resíduos saem, mas a estrutura não se altera. Comparando com a escova definitiva, a progressiva acaba sendo melhor, pois o resultado é mais natural e suave, os cabelos ficam reestruturados, hidratados, lisos, brilhantes, sedosos e renovados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário