COMPRE SEUS PRODUTOS COM A GARANTIA DO PAYPAL QUE CABELOLISOPT OFERECE AOS SEUS CLIENTES

16 de mai de 2010

COMO ESCOLHER A CHAPINHA ADEQUADA?


Chapinha é uma ferramenta utilizada para alterar a estrutura do cabelo com a ajuda do calor.

Existem as que alisam o cabelo e as que produzem cachos.

Além de alisar, a chapinha tem a função de fechar as cutículas —proporcionando assim mais brilho às madeixas.

Como a chapinha leva o calor diretamente ao cabelo, os fios podem ressecar e até se quebrar.

Por isso, ela deve ser usada com cuidado.

A chapinha é capaz de alisar os cabelos com rapidez e eficiência e sem precisar utilizar químicas.

As chapinhas vem evoluindo cada vez mais: no passado, eram feitas de placas de alumínio; hoje, elas possuem placas de cerâmica, e são usadas até mesmo em procedimentos de transformação e tratamento.

As Escovas Progressivas, por exemplo, utilizam a chapinha para dar a forma lisa aos fios.

As cauterizações — feitas com produtos termoativados — utilizam a chapinha para garantir maior penetração das substâncias hidratantes e reconstrutoras do fio.

Tipos de Chapinhas:

Chapinha de Metal
Foi uma das primeiras a surgir no mercado, hoje em dia é pouco usada. É agressiva, pois esquenta muito e pode danificar a estrutura dos fios. Não tem botão que regula o calor e atinge temperaturas altíssimas: é preciso desligá-la da tomada de tempos em tempos para que ela não torre o cabelo.

Chapinha de Cerâmica
É um material que não se desgasta tanto com o tempo e que não cria vincos facilmente (se utilizada da maneira correta). A vantagem da cerâmica é a temperatura, que permanece sempre estável. Não é necessário passar a prancha muitas vezes em cada região.

Chapinha com Íons
Ela acaba com o aspecto arrepiado, fecha as cutículas e deixa o cabelo mais brilhante e macio. Os íons também fazem a quebra das moléculas de água que estão na superfície dos fios, o que facilita a absorção delas pelos cabelos. Isso resulta em uma maior hidratação e proteção para os fios.

A Escolha da Chapinha

Para cabelos de médios a longos, as chapinhas mais largas são mais indicadas, por serem mais fáceis de serem usadas.

Para cabelos curtos, as melhores são as mais estreitas, pois são úteis também para modelar os fios, visto que facilitam para virar as pontas e fazer ondulações nos cabelos.É de fundamental importância conferir a existência de um termostato no aparelho.

Prefira as de cerâmica e com íons: a qualidade é melhor e mantém a temperatura estável.Se puder, inclua também a tecnologia das ondas infravermelhas.

Esses 3 quesitos proporcionam um resultado superior sem agressão aos fios.

Modo de Usar a Chapinha

•O cabelo deve estar limpo e seco.
•Use um produto termoativado para proteger do calor.
•Aqueça a chapinha. A temperatura nunca deve estar acima de 180 graus.
•Divida o cabelo em mechas e prenda.
•Passe a chapinha da raiz para as pontas.
•Faça um movimento contínuo, sem interrupção, do começo ao fim da mecha.
•Evite passar a chapinha muitas vezes: 2 no máximo.
•Para finalizar, passe silicone.Ao usar a chapinha constantemente, as hidratações também devem ser contínuas. Mesmo com todos os cuidados, se usar em excesso, a chapinha danifica e resseca os fios.

Para manter um cabelo saudável, evite usar a chapinha diariamente: use, no máximo, 3 vezes por semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário