COMPRE SEUS PRODUTOS COM A GARANTIA DO PAYPAL QUE CABELOLISOPT OFERECE AOS SEUS CLIENTES

3 de mai de 2010

VAMOS DE VEZ ACABAR COM OS MITOS...

1 - CORTES FREQÜENTES ESTIMULAM O RITMO DO CRESCIMENTO
Os fios crescem de acordo com uma programação determinada pelo metabolismo celular. Esse processo pode levar de 3 a 7 anos, contando do início ao final do ciclo de vida de cada fio. De forma geral, os cabelos que nascem na parte superior da cabeça completam seu ciclo em 3 anos, e os da nuca e laterais chegam ao seu comprimento máximo em 7 anos.

2 - CABELOS CURTOS CRESCEM MAIS RAPIDAMENTE
Todos os fios crescem de 1 a 2 cm por mês, dependendo da idade, da informação genética e das condições de saúde de cada pessoa. O comprimento não influi nesse ritmo: acontece que, nos cabelos curtos, é bem possível que a maior parte dos fios esteja na fase de crescimento. Os fios longos são os que já completaram o ciclo vital e, por isso, não crescem mais.

3 -LAVAR A CABEÇA TODOS OS DIAS AUMENTA A QUEDA
Ao contrário, é o excesso de oleosidade que propicia a queda, e não a lavagem. A oxigenação do bulbo capilar fica comprometida quando a raiz está oleosa -se os cabelos estão caindo muito e são oleosos, lavar todos os dias é a melhor indicação. Desaconselhável é dormir com os cabelos úmidos: esse hábito favorece a proliferação de fungos no couro cabeludo, enfraquecendo a raiz e provocando a queda.

4 - OS FIOS NUNCA PARAM DE CRESCER
O comprimento final tem limite: o crescimento estaciona depois que o fio completa o seu ciclo. Assim, se um fio cresce, em média, 1 cm por mês, terá cerca de 12 cm em um ano. Se o ciclo desse fio for de 5 anos, seu comprimento poderá chegar aos 60 cm, no máximo. Já os fios que crescem 2 cm por mês podem ficar muito mais longos.

5 - A TESOURA TAMBÉM AJUDA A FORTALECER OS CABELOS
Cortar freqüentemente faz com que os cabelos apenas pareçam mais fortes e bem tratados. Na verdade, o corte não melhora o estado do fio, mas elimina o que estava danificado, como um jardim que parece mais verde sem folhas secas e amareladas.

6 - A COLORAÇÃO FAVORECE O CRESCIMENTO DOS FIOS
O que muda não é o ritmo do crescimento, mas a visibilidade: a raiz sem tinta chama a atenção e pode criar a ilusão de que os cabelos estão crescendo com mais velocidade.

7 - A QUEDA PIORA COM O USO DE CONDICIONADOR
O produto pode ser usado sempre, com uma única restrição: deve ser aplicado apenas no comprimento e pontas dos cabelos. Na prática, o condicionador só ajuda a desembaraçar, liberando os fios que, na verdade, já haviam caído durante a lavagem.

8 - AS FASES DA LUA INFLUEM SOBRE A FORÇA E O CRESCIMENTO DOS FIOS
Não há nada comprovado cientificamente.

9 - OS CABELOS CAEM MAIS NA PRAIA
Sol, praia e piscina desidratam e desbotam os fios, mas não provocam queda. Acontece que todas essas agressões podem fazer com que o fio enfraqueça e quebre, dando a falsa impressão de que os cabelos estão caindo mais.

10 - OS PROCESSOS QUÍMICOS ACENTUAM A PERDA DE CABELOS
Dependendo do tipo e das condições dos cabelos, fazer escova progressiva, chapinha ou relaxamento, assim como colorações e permanentes, pode fragilizar os fios, que, nesses casos, quebram, não caem. Por esse motivo a Cabelolisopt preocupa-se em postar o máximo de informações possiveis.

DIRETO DOS ESPECIALISTAS

1 - Os fios podem cair como conseqüência de disfunções hormonais, de uma anemia ou de uma dieta deficiente em vitaminas e proteínas. O problema às vezes tem relação com um estresse físico, como uma gestação ou uma cirurgia, ou emocional -a morte de um familiar, por exemplo. Nessas situações, o corpo reage aumentando a produção de cortisol, um hormônio que, entre outros efeitos, faz os cabelos caírem.

2 - É normal perder até cem fios de cabelo por dia, e isso acontece porque esses fios já atingiram o terceiro e último ciclo de vida. No primeiro, o fio nasce e cresce durante um período que pode durar de 3 a 7 anos. A segunda fase é bem rápida: são apenas 2 a 4 semanas de repouso. Em seguida, o fio entra automaticamente na sua fase final e logo cai.

3 - A saúde dos cabelos depende do equilíbrio entre essas três etapas: numa cabeleira normal, há fios em todas as fases, nascendo, crescendo e chegando à fase final. Para fazer um diagnóstico, o médico precisa verificar se os cabelos estão caindo antes ou quando já completaram seu ciclo de vida.

4 - Pesquisas recentes demonstram que princípios ativos como a vitamina H, a cafeína, o mentol e o lúpulo ativam o metabolismo celular, prolongando a duração da fase de crescimento dos fios. Já o minoxidil, que tem um efeito comprovado sobre o nascimento dos cabelos, deve ser usado com critério: nas mulheres, as concentrações são diferenciadas, para evitar o surgimento de fios na testa e nas laterais do rosto.

5 - A queda localizada, também conhecida como "pelada", é uma reação inflamatória restrita a uma área do couro cabeludo. O tratamento com remédios adequados dá certo quando a pelada é provocada por um processo infeccioso. Na maioria das vezes, porém, o problema tem fundo emocional: nesses casos, os cabelos geralmente não voltam a nascer na região e, se isso acontece, os fios vêm ralos e bem mais finos.

6 - Existe um ritmo natural: os cabelos tendem a cair mais no outono, porque os dias são escuros. Além disso, o processo de crescimento fica mais lento durante o outono e o inverno, como se o corpo economizasse energia para funções vitais mais importantes. Mas os fios crescem mais na primavera e no verão, justamente porque a luminosidade aumenta.

7 - Uma alimentação saudável e rica em ferro (fígado), zinco (ostras), selênio (frutos do mar), silício (cereais integrais) e aminoácidos (carnes vermelhas, aves e peixes) é essencial para manter a saúde dos cabelos. Mas, quando os fios estão caindo por causa de uma deficiência de nutrientes -como acontece na anemia, por exemplo-, a reposição necessária exige doses que só são alcançadas com suplementos. Se a causa for outra, vitaminas e nutrientes podem ajudar, mas não resolvem.

8 - O couro cabeludo precisa de massagem, principalmente no alto da cabeça. O ideal é usar as pontas dos dedos para que a pele deslize pelo crânio. Esse gesto relaxa a região e estimula a irrigação sanguínea, facilitando o transporte de nutrientes e oxigênio ao folículo piloso. O resultado é ainda melhor se a massagem for feita com a cabeça levemente inclinada, favorecendo o afluxo de sangue para a região.

9 - Ampolas e xampus antiqueda das boas linhas tratam e ajudam a estimular o crescimento dos fios. Já os suplementos vitamínicos indicados para o problema são eficientes para prevenção, mas não devem ser usados para tratamento sem indicação médica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário