COMPRE SEUS PRODUTOS COM A GARANTIA DO PAYPAL QUE CABELOLISOPT OFERECE AOS SEUS CLIENTES

6 de jan de 2010

QUAL O PENTE QUE TE PENTEIA?

Apesar das implicações inerentes ao ato, é possível afirmar que praticamente todo ser humano do sexo masculino carrega dentro de si a frustração de não poder dar à luz seus bebês.
Tudo bem, sabemos o qual árdua a tarefa é, tanto que, ao longo dos séculos, aprendemos a sublimar o fato da natureza não nos ter incumbido de desempenhá-la (por reconhecida incompetência, talvez?); mas a verdade é que aí esta descrito um motivo ao menos para que homens invejem mulheres.
O outro, sem sombra de dúvida, é a escova progressiva.
Asseguro que não há dentro de nosso espectro simbólico nada que se equipare ao benefício trazido por uma escova progressiva bem feita.
O tratamento expresso – se é que podemos denominá-lo assim – representa, na prática, o mesmo que uma sessão de terapia, uma dose instantânea de satisfação, ou, se preferir, uma chance de, ainda que por tempo determinado, virar o jogo, seja ele qual for: perdeu o emprego? Escova. Brigou com o namorado? Escova. Acordou se achando baranga? Escova. E por aí vai.
Louvado seja o sujeito que inventou a benesse e seus derivados, porque, mesmo sem saber, deu às mulheres a ilusão de poderem se reformular por completo num par de horas. E quem se importa se o pequeno milagre depende da submissão à quantidades significativas de substâncias químicas?
Pode ser querosene, diabo verde ou creolina, se servir para alisar as madeixas, tá valendo.Aos olhos de quem está de fora, o mercado da chapinha parece mais rentável do que o comércio de entorpecentes. Noto, inclusive, um acréscimo substancial no movimento do salão perto aqui de casa, com aproximação do período de festas associado ao pagamento da primeira parcela do 13o salário. Na porta afixaram um cartaz “temos escova marroquina”, o que me levou a indagar se existe algum fundamento na nomenclatura. Sim, porque escova de chocolate a gente até engole, mas o que exatamente caracteriza a escova como sendo marroquina?Desculpem-me se estiver cometendo alguma injustiça, mas a impressão é a de que quanto mais longínquo for o suposto país de origem, mais eficiente soa o resultado. É papo de marketing. Aliás, alguém se espantaria, por exemplo, se um dia inventassem a escova do Uzbequistão? Atenção cabeleireiros que porventura estejam lendo esse texto, a ideia já é minha, ok? A despeito da criatividade dos nomes, o que mais me fascina no mundo das escovas é a ironia de terem como pior inimigo a chuva.Chega a ser poético pensar na analogia que há entre o cabelo recém alisado e a carruagem de abóbora da Cinderela. Porque basta uma garoa fina para o sonho de uma noite inesquecível se esvair, literalmente, por água abaixo. Não tiro a razão de quem possivelmente enxergar nos parágrafos acima uma ponta de dor de cotovelo. Admito, sem resistência, a falta que faz a nós, homens, encontrar amparo emocional em algo tão simples, que se possa aplicar aos cabelos. O mais próximo que chegamos disso é aderir ao megahair quando calvos, ainda que não seja bem a mesa coisa.Portanto, mulheres, sejam felizes com as escovas, sendo elas de que tipo forem. Aproveitem para ir à forra, afinal a celulite acabou sobrando só para vocêsBruno Medina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário