COMPRE SEUS PRODUTOS COM A GARANTIA DO PAYPAL QUE CABELOLISOPT OFERECE AOS SEUS CLIENTES

8 de set de 2010

CASPAS, COCEIRAS E QUEDAS DE CABELOS

Com a chegada do inverno, período marcado pelo frio e pelo tempo seco, as doenças do couro cabeludo costumam se agravar. Cada vez mais freqüentes, as caspas, a queda dos fios e a coceira são alguns dos problemas que teimam em incomodar nessa época do ano. Por isso, os cuidados precisam ser redobrados.

A seborréia ou caspa (dermatite seborréica) é uma das doenças mais comuns na temporada. Ela acomete cerca de 2 a 5% da população, sendo mais freqüente no sexo masculino. Pode ser mais intensa nos recém-nascidos e a partir da adolescência. Segundo o dermatologista Gilvan Alves, nos adolescentes, devido ao estímulo hormonal, as glândulas sebáceas estão em maior atividade, por isso, os adolescentes estão mais propícios ao problema.

"A caspa acontece devido a um excesso de oleosidade produzida por um aumento da secreção das glândulas sebáceas que existem na pele. Ela tem caráter crônico, com tendência a períodos de melhora e piora. O inverno está entre os períodos mais desfavoráveis, pois, com o frio e o clima seco a pele fica mais irritada e inflamada", afirma o especialista. O estresse e o cansaço ligados ao ritmo de vida acelerado também podem ser os fatores iniciais para que a caspa apareça ou piore.

Já a coceira do couro cabeludo é variável. Com o frio ou com o estresse, pode piorar. "Por se tratar de uma doença crônica, é importante o uso de medicamentos, como xampus apropriados. O excesso de oleosidade cria um ambiente favorável ao desenvolvimento da caspa", explica o dermatologista.

Fios em queda

A queda de cabelo afeta um grande número de pessoas e pode trazer conseqüências emocionais para ambos os sexos. Para o dermatologista Gilvan Alves, esse problema emocional vem desde os primórdios da humanidade porque todas as pessoas se preocupam bastante com os cabelos.

Além do emocional, a queda de cabelo, também conhecida como alopecia, pode ser uma conseqüência da alteração no folículo piloso. "Se essas alterações forem não-destrutivas da matriz capilar, ocorre um novo crescimento. Se elas provocam destruição da matriz capilar, resultam na formação de feridas produzindo queda permanente", explica.

Inflamações da pele como, por exemplo, psoriase e dermatite atópica, podem surgir no couro cabeludo e em outras partes do corpo. Vale destacar que o diagnóstico das doenças é feito sempre por um dermatologista, que irá prescrever o melhor tratamento para cada caso.

2 comentários:

  1. neu nome e maria e gostaria de saber qual e o xampu mais adequado para o meu cabelo. o meu cabelo e muito oleoso e cheio de seborreia e de tanta caspa acaba caindo gostari de saber se devo usar xampu sem sal ou com sal?

    ResponderExcluir
  2. existe xampus a base de cetaconazol,já usei recomendado por dermatologista e resolveu meu problema com a caspa.. e é melhor usar sempre xampu sem sal...

    ResponderExcluir